Agachamento- Dicas para execução correta e resultados arrasadores

O agachamento é considerado um dos exercícios mais poderosos para aumentar e definir pernas e bumbum, por isso, se tornou um dos exercícios mais praticados nas academias. O problema é que, apesar de a execução parecer simples, existem alguns cuidados que devem ser tomados para realizar o exercício da forma correta, e assim conseguir extrair o máximo dos seus benefícios. Segue abaixo, alguns cuidados e orientação para você garantir a prevenção e a  saúde de suas articulações – e, de quebra, vai turbinar seus resultados.

Posicionamento para um bom agachamento!

Posição dos pés: Imagine que seu corpo é um retângulo, e os pés, as pontas do retângulo. Eles devem ficar um pouco mais afastados do que a linha dos ombros. Lembrando que esta é a posição mais tradicional: se quiser trabalhar mais o glúteo, aproxime mais os pés um do outro. Se o foco for a coxa, afaste mais as pernas.

Agachamento, 21 tipos de agachamento para turbinar pernas e glúteos!

Posição da coluna: Esse é um dos principais problemas no agachamento. É necessário manter o abdômen sempre contraído, porque isso protege a lombar de lesões. Aliás, o fortalecimento do core, que é o conjunto de abdômen e lombar, é importantíssimo na musculação, porque te permite fazer movimentos com menor risco de você se machucar. A posição da lombar deve acompanhar a curvatura do glúteo, mas sem entortar, e as costas inteiras devem estar retas, porém sem forçar. Imagine que você vá sentar em uma cadeira. Essa é a ideia.

Posição do quadril: Tem que ser jogado para trás, e não para frente.

Posição do peito: Deve ser projetado para frente, mas sem exageros.

Posição dos joelhos: Devem ser mantidos paralelos, sem entortar para dentro ou para fora. Claro que tudo isso deve ser feito dentro das limitações e possibilidades articulares da pessoa. Se ela, por exemplo, tiver joelhos voltados um pouco para dentro, é natural que o movimento no agachamento siga um pouco essa posição. Os joelhos devem ficar agradáveis para fazer o movimento, releva. Mas é essencial que a linha dos joelhos não ultrapasse a ponta dos pés. Não pode, senão força a patela, os ligamentos. Se você ultrapassar a linha dos pés com a linha dos joelhos, a curvatura segura da lombar é perdida, e o risco de lesão aumenta.

Posição das pernas e dos glúteos: Isso vai depender das limitações articulares de cada pessoa também. Quanto mais você conseguir descer, melhor é, porque mais unidades motoras são ativadas e o trabalho muscular é maior. Enfatiza toda a região das coxas e dos glúteos e a contração é mais intensa. Se a pessoa não tiver nenhuma limitação articular, pode descer até encostar o bumbum no solo.

Posição do pescoço: Ele fica sempre proeminente. Deve-se sempre olhar para frente, mas sem sentir dor ou sobrecarga nas vértebras.

Posição dos braços: À frente da linha do peito, para que o abdômen e a lombar fiquem encaixados.

Quando você fizer qualquer exercício, é importante contrair os músculos do bumbum e segurar o movimento por alguns segundos. Um dos erros mais comuns que os amadores cometem é não segurar o movimento pelo tempo necessário. Portanto, quando fizer agachamentos, não se apresse em voltar à posição inicial: permaneça um ou dois segundos com as pernas agachadas, e então retorne. 
Quanto menor for sua cintura, maior parecerá seu traseiro. Inclua alguns movimentos para diminuir a circunferência da cintura sempre que possível.

Agora que tal sai do convencional e conhecer uma técnica associada que vai ter levar ao bumbum dos sonhos em pouco tempo!

Convido você a conhecer o método bumbum na nuca, resultados incríveis em pouco tempo, tudo isso graças a associação de treino, técnica mexicana de massagem e uso de uma super e poderosa vitamina! Clique no link e veja como ficar com o BUMBUM GRANDE e empinado em pouco tempo, sem uso de silicone!
Clique aqui e veja a técnica: http://www.bumbumnanuca.com/!

Baixe grátis

Sergio Ramos

Autor do site, e do Método Bumbum na nuca!

Website: http://www.bumbumnanuca.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *